fbpx
(31) 3295-3425 (31) 99449-7090

A liderança é uma competência que vem passando por grandes transformações no transcorrer da história. A partir do momento que o ser humano desenvolveu a sua necessidade de associar-se, de viver em grupo, a figura do líder se tornou essencial. As pessoas logo perceberam que precisavam de alguém que as, influenciassem, inspirassem e guiassem.

A tentativa de definir o melhor estilo de liderança vem atravessando os tempos. O filósofo grego Platão, que viveu no período de 428 a 348 a.C já descrevia em sua obra “A República” um perfil ideal de líder.

Vários líderes da história como Jesus Cristo, Júlio César, Alexandre o Grande, Napoleão Bonaparte, Mahatma Gandhi, Martin Luther King, Nelson Mandela e muitos outros foram admirados, copiados e estudados por várias escolas na busca de entender os motivos de eles terem sido líderes tão bem sucedidos.

Então, a liderança vem sendo objeto de estudos através dos séculos. Desde teorias que consideravam que ela tinha a ver com traços e características pessoais, passando por outras que achavam que liderança tinha a ver com comportamentos e condutas que o líder deveria seguir, até chegar nos dias de hoje.

Atualmente, a liderança é vista através de uma abordagem voltada para as questões situacionais, para a flexibilidade comportamental e para capacidade de adaptação do líder às constantes e rápidas mudanças que acontecem na sociedade e nas organizações.

Uma das grandes estudiosas do tema na atualidade, Fela Moscovici, ressalta que existe uma distinção entre líder e estilo de liderança. O líder é a pessoa em um grupo à qual foi atribuída, formal ou informalmente, uma posição de responsabilidade para dirigir e coordenar determinadas atividades. Porém, além de coordenar atividades, o líder também coordena pessoas e é o principal responsável pelos resultados advindos de sua influência.

 Visto isso, liderança é a maneira pela qual uma pessoa numa posição de líder influencia as demais pessoas no grupo. Então, os estilos de liderança consistem nas atitudes de um líder para com os seus colaboradores.

Três estilos de liderança mais praticados atualmente:

  1. Autocrático: nesse estilo o líder tem um alto nível de intervenção na rotina da equipe. Geralmente, ele toma as decisões sem consultar o grupo, fixa as tarefas de cada um e determina o modo de concretizá-las.
  2. Democrático: Esse estilo também é chamado de estilo participativo. Aqui, o líder compartilha com os seus colaboradores a sua responsabilidade de liderança, envolvendo-os no processo de tomada de decisão. Dessa forma, a equipe participa na discussão do planejamento do trabalho, na divisão das tarefas e em boa parte das decisões que são tomadas.
  3.  Laissez-faire: esse estilo é também conhecido como estilo liberal. Aqui não há intervenções por parte do líder. Ele interage como um membro da equipe e apenas intervêm se for solicitado. Os problemas são levantados, discutidos, solucionados e decididos pela equipe. É o grupo que levanta os problemas, discute as soluções e decide. O líder não interfere na divisão de tarefas, limitando-se a sua atividade. A sua intervenção só acontece, se for solicitada.

Imagino que depois de tudo o que foi dito até agora a pergunta sobre qual é o melhor estilo de liderança ainda persiste. Então, vou tentar responder. A resposta é: O melhor estilo de liderança vai depender do contexto, da situação que o líder estiver lidando. É preciso considerar algumas questões:

  1. A maturidade psicológica e técnica da equipe;
  2. A urgência, a complexidade e os riscos envolvidos no trabalho a ser realizado;
  3. O Grau de comprometimento e engajamento dos membros da equipe;
  4. Os formatos dos processos de trabalho

Porém, independente do estilo de liderança, eu acredito que ao prestar atenção e se capacitar para as três competências que estão listadas logo abaixo, o líder terá os recursos fundamentais para o seu sucesso junto à sua equipe.

Três competências essenciais para um bom líder

Comunicação: Independente se o líder é mais introvertido, ou extrovertido. Mais calado ou mais falante, uma coisa de que ele não abrir mão é de se comunicar com a sua equipe. Precisa se comunicar de forma assertiva e transparente. A equipe precisa saber das suas expectativas, ser informada do que acontece na área e na empresa e receber feedbacks das suas entregas e comportamentos.

O líder precisa abrir e manter um canal de comunicação aberto para que os seus colaboradores sintam confiança para exporem as suas ideias, apresentarem sugestões e fazerem as críticas e ponderações que necessitarem.

Essa comunicação fluida e ágil vai evitar as fofocas, fantasias geradoras de angústias e ainda vai criar um clima onde todos se sentirão parte importante da equipe.

  1. Inteligência Emocional: O líder como qualquer ser humano tem a sua história de vida, suas crenças, suas experiências e seus valores. Naturalmente ele desenvolveu ao longo da vida uma série de comportamentos e reações emocionais. Mas algo que ele não pode abrir mão é de fazer gestão das suas emoções.

A inteligência Emocional vai permitir-lhe tomar consciência das suas emoções e definir melhor forma de expressá-las e vivenciá-las. Ele também será capaz de perceber os estados emocionais das pessoas no seu entorno, e de buscar os melhores recursos internos para obter o melhor da sua relação com as pessoas.

  • Empatia: O líder pode ser um bom comunicador. Pode ter uma boa Inteligência Emocional, mas, se não for empático ele não terá condições de realmente compreender as necessidades e expectativas da sua equipe. Se ele não tiver a capacidade de se colocar no lugar do seu colaborador procurando sentir como o colaborador sente, por mais que ele se esforce não conseguirá responder com eficácia as demandas e questões relacionais e comportamentais que chegam até ele.

Por fim, o tema liderança é vasto e apaixonante e a minha sugestão para os líderes é que não parem de aprender. Que adotem o conceito de “lifelong learning” e continuem sempre aprendendo pela vida toda.

Sobre o autor

Empresa voltada para o desenvolvimento e a gestão de pessoas. Nosso objetivo é prestar um serviço personalizado e sempre focado nas características, valores, missão e visão estratégica de cada cliente.

Posts Relacionados

Deixe um Comentário

Programas de Desenvolvimento

Programa de Desenvolvimento de Líderes de Alta Performance

Quem Somos

A GPDH – Treinamento e Desenvolvimento é uma empresa voltada para o desenvolvimento e a gestão de pessoas. Nosso objetivo é prestar um serviço personalizado e sempre focado nas características, valores, missão e visão estratégica de cada cliente.