(31) 3295-3425 (31) 99449-7090
Fortaleça a sua Resiliência em 10 passos

Fortaleça a sua resiliência. A palavra resiliente está cada vez mais presente no nosso vocabulário. Frequentemente ouvimos alguém dizer que precisamos ser resilientes, que precisamos encarar os percalços da vida e seguirmos em frente. Mas fazer isso nem sempre é uma tarefa simples. Tem momentos que as pancadas que tomamos da realidade são tão fortes que temos a vontade de chutar o balde, desistir, interromper os nossos sonhos e objetivos.

Mas o que  que é resiliência?

A vida pode não vir com um mapa, mas todos nós passaremos por reviravoltas, desde desafios cotidianos a eventos traumáticos com impactos mais duradouros, como a morte de um ente querido, um acidente que altera a vida ou uma doença grave. Cada mudança afeta as pessoas de maneira diferente, trazendo uma torrente única de pensamentos, emoções e incertezas. No entanto, as pessoas com o tempo,  geralmente se adaptam bem a situações de mudança de vida e situações estressantes – em parte graças à resiliência.

Os psicólogos definem a resiliência como o processo de adaptação em face de adversidades, traumas, tragédias, ameaças ou fontes significativas de estresse – como problemas familiares e de relacionamento, sérios problemas de saúde ou fatores de estresse financeiros e no local de trabalho. Por mais que a resiliência envolva “se recuperar” dessas experiências difíceis, ela também pode envolver um crescimento pessoal profundo.

Embora esses eventos adversos, assim como as águas turbulentas dos rios, sejam certamente dolorosos e difíceis, eles não precisam determinar o resultado de sua vida. Existem muitos aspectos que você pode controlar, modificar e crescer. Esse é o papel da resiliência. Tornar-se mais resiliente não apenas o ajuda a superar circunstâncias difíceis, mas também o capacita a crescer e até mesmo a melhorar sua vida ao longo do caminho.

Embora certos fatores possam tornar alguns indivíduos mais resilientes do que outros, a resiliência não é necessariamente um traço de personalidade que apenas algumas pessoas possuem. Pelo contrário, a resiliência envolve comportamentos, pensamentos e ações que qualquer pessoa pode aprender e desenvolver.

Como desenvolver um músculo, aumentar sua resiliência requer tempo e intencionalidade. Ter resiliência não é apenas uma questão de querer, nem de ser forte ou fraco.

Veja a seguir dez passos para ajuda-lo a fortalecer a sua resiliência:

  1. Fazer conexões. Bons relacionamentos com familiares próximos, amigos ou outras pessoas são importantes. Aceitar a ajuda e o apoio daqueles que se preocupam com você e vão ouvi-lo fortalece a resiliência. Algumas pessoas descobrem que ser ativo em grupos cívicos, organizações religiosas ou outros grupos locais fornece apoio social e pode ajudar a recuperar a esperança. Ajudar outras pessoas em momentos de necessidade também pode beneficiar o ajudante.
  2. Evite ver as crises como problemas intransponíveis. Você não pode mudar o fato de que eventos altamente estressantes acontecem, mas você pode mudar a forma como interpreta e reage a esses eventos. Tente olhar além do presente para ver como as circunstâncias futuras podem ser um pouco melhores. Observe todas as maneiras sutis pelas quais você já pode se sentir um pouco melhor ao lidar com situações difíceis.
  3. Aceite que a mudança faz parte da vida. Certos objetivos podem não ser mais alcançáveis ​​como resultado de situações adversas. Aceitar circunstâncias que não podem ser alteradas pode ajudá-lo a se concentrar nas circunstâncias que você pode alterar.
  4. Mova-se em direção aos seus objetivos. Desenvolva algumas metas realistas e faça algo regularmente – mesmo que pareça uma pequena realização – que permita avançar em direção às suas metas. Em vez de se concentrar em tarefas que parecem inatingíveis, pergunte-se: “O que é uma coisa que sei que posso realizar hoje que me ajuda a seguir na direção que quero ir?”
  5. Tome ações decisivas. Aja em situações adversas o máximo que puder. Tome ações decisivas, em vez de se desligar completamente dos problemas e tensões e desejar que eles simplesmente desapareçam.
  6. Procure oportunidades de autodescoberta. As pessoas geralmente aprendem algo sobre si mesmas e podem descobrir que cresceram em algum aspecto como resultado de sua luta contra a perda. Muitas pessoas que passaram por tragédias e dificuldades relataram relacionamentos melhores, maior senso de força pessoal mesmo quando se sentem vulneráveis, maior senso de autoestima, espiritualidade mais desenvolvida e maior apreço por sua vida.
  7. Cultive uma visão positiva de si mesmo. Desenvolver a confiança em sua capacidade de resolver problemas e confiar em seus instintos ajuda a criar resiliência.
  8. Manter as coisas em perspectiva. Mesmo diante de eventos muito dolorosos, tente considerar a situação estressante em um contexto mais amplo e mantenha uma perspectiva de longo prazo. Evite explodir o evento fora de proporção.
  9. Mantenha uma perspectiva esperançosa. Uma perspectiva otimista permite que você espere que coisas boas acontecerão em sua vida. Tente visualizar o que você quer, em vez de se preocupar com o você que teme.
  10. Se cuida. Preste atenção às suas próprias necessidades e sentimentos. Envolva-se em atividades que você goste e ache relaxantes. Exercite-se regularmente. Cuidar de si mesmo ajuda a manter a mente e o corpo preparados para lidar com situações que exigem resiliência.

Esperamos que você tenha gostado do texto e que ele tenha lhe ajudado a compreender melhor o significado e a importância da resiliência. Como você viu, ela não é algo que já vem de fábrica, ela precisa ser desenvolvida, aprimorada. Ponha em prática os dez passos e siga em frente, vá em busca dos seus sonhos!

Sobre o autor

Empresa voltada para o desenvolvimento e a gestão de pessoas. Nosso objetivo é prestar um serviço personalizado e sempre focado nas características, valores, missão e visão estratégica de cada cliente.

Posts Relacionados

Deixe um Comentário